segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Olhos

Tenho sonhado já ha dias, sonhos nascidos  de lendas, olhos filhos do firmamento, corações gêmeos que buscavam um ao outro pelos séculos,  numa  dança de desejo, paixão, que fazia queimar a pele, que transcendia a carne.

Sonho que me levou a busca-la nos devaneios das tão antigas lendas, juro que tau beleza não deveria jamais fenecer, e aqui ante ao frio de um corpo de pedra me vejo apaixonado, a fortuna me levou o  coração, dizimando minha alma, rindo, por me ter feito busca-la, e aqui ajoelhar-me, renego  minha vida, renego minha historia se por fim encontra-la, rogo para que o punhal enferrujado que tua vida levou,agora reclame a minha, pois não ha nada se não as mais vis punições para meu coração atado a solidão deste mundo se seus olhos.
B.M

Nenhum comentário:

Postar um comentário