domingo, 9 de novembro de 2014

Redenção

eu sou aquele que busca nas estrelas a redenção de um destino de pesares e dores.
De um coração ferido e desesperado por um amanha que nunca vem.
E pelos sonhos de outrora que me atormentam como os fantasmas de dias que já se foram e nunca voltaram...
Pelas ruas que passei e pelos desafios que venci...
Das pedras que chutei pelo caminho e as quedas que tomei me trouxeram aqui.
Mas onde estou e quem me tornei?
Se não alguém que se quer se reconhece quando olha o espelho lamacento das poças pelo caminho.
Não me tornei nada além de uma sombra.
Um eco dos desejos descontrolados de um coração sonhador.
E desesperados busco nas estrelas redenção.
De sonhos e vitorias.
Dos medos e das derrotas.
E por fim este mendigo espera tornar-se mais uma vez senhor de se!

B.M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário